Quando e como contar para um filho que ele é adotado

By

Saiba quando e como contar para um filho que ele é adotado

Como contar para um filho que ele e adotado

O mito de que os pais devem explicar a adoção com a criança ainda muito pequena faz com que casais adiantem informações ainda não compreendidas, o que pode gerar dúvidas para os pequenos. “Os pais devem dizer sobre a adoção quando a criança começar a questionar de onde veio. Todos passam por este momento e isso mostra que a criança esta receptiva a este tipo de informação”, diz o ex-presidente do Departamento de Saúde Mental da Sociedade Brasileira de Pediatria, Eric Schussel.

Adoção

É importante falar as palavras “adoção”, “adotado”, “adotivo” porque ela irá escutar e mais tarde entenderá o seu significado. A criança, com o tempo, perguntará de onde ela veio. Os pais devem explicar que ela nasceu de um pai e de uma mãe que não puderam cuidar dela, e que esses são seus “pais de nascimento”.

Orígem

Outro ponto fundamental é tentar ter informações sobre a origem do filho para que, quando ele questionar, os pais tenham informações verdadeiras e que preservem a identidade da criança. “Como a criança não tem poder de escolha sobre a adoção, é importante que saiba de onde veio, histórico familiar e em quais condições foi deixado. Por pior que seja a verdade, é melhor do que fantasiar sobre a própria origem”, diz.

A verdade

O apego entre pais e filhos faz com que as crianças percebam se os pais falam ou não a verdade e o que sentem. “Muitas crianças sofrem porque acham que estão ocupando o lugar de um filho perdido ou frustrado. Elas ficam sem espaço porque não são aceitas de verdade. A adoção tem que ser planejada para evitar este tipo de problema”

Fonte: mulher.terra.com.br