segunda-feira , 21 agosto 2017
Capa > História do Brasil > Princípios da política mercantilista

Princípios da política mercantilista

Seja bem vindo(a)

Você está na categoria História do Brasil, leia sobre Princípios da política mercantilista, e outros relacionados sobre História do Brasil e faça bom uso do conteúdo!
Compartilhe!

Os princípios da política mercantilista

Principios da politica mercantilista

Especialmente na sua aplicação, o Mercantilismo apresentou variações de país para país. No entanto, algumas de suas características básicas podem ser encontradas em diversos países.
o metalismo

A partir do século XIV, acentuou-se a “fome” de ouro e prata dos europeus. Surgiu a partir daí a crença do Metalismo, segundo a qual a riqueza de um país dependeria exclusivamente da quantidade de ouro e prata por ele estocada. Tal crença foi em parte abalada pela história da Espanha no século XVI. A partir de 1520, os espanhóis começaram a roubar fabulosos tesouros em ouro e prata dos índios americanos, e repentinamente a Espanha tornou-se a mais rica das nações européias. Mas essa prosperidade durou pouco, pois os espanhóis, em grande número, abandonaram as atividades produtivas em sua pátria e dirigiram-se à América em busca de riqueza fácil. A Espanha passou a importar os mais diversos produtos de outros países europeus que desenvolveram suas manufaturas graças aos metais preciosos que apenas passavam pela metrópole espanhola.

No final do século XVI, com o esgotamento do ouro e da prat~ do Novo Mundo o país empobreceu, tornando-se evidente que a posse pura e simples de metais preciosos não conduzia necessariamente à prosperidade nacional.
A balança de comércio favorável
A experiência espanhola do século XVI mostrou que um país só conseguma man- , ter os metais preciosos se possuísse uma balança de comércio favorável, ou seja, se as exportações superassem as importações. O problema era como conseguir isto.

Uma primeira medida foi estabelecer tarifas protecionistas que encarecessem as mercadorias estrangeiras, forçando uma preferência pelas nacionais. Mas de nada adiantava tornar proíbitívas as importações sem o desenvolvimento da produção e do comércio nacionais. Visando este objetivo, os governos mercantilistas passaram a fixar preços, salários, taxas de juros, qualidade das mercadorias, realizando ampla intervenção na economia.

Uma política de monopólios

Como parte do intervencionismo mercantilista tornou-se freqüente a prática de estabelecer monopólios, isto é, conceder, por lei, o domínio exclusivo de um setor econômico a uma determinada empresa particular ou ao próprio Estado. Em Portugal o monopólio era o chamado Estanco, freqüentemente presente na economia colonial brasileira. O pau-brasil, por exemplo, teve sua exploração entregue ao monopólio de Fernâo de Noranha pelo poder real português. A Companhia das 1ndias Ocidentais holandesa recebeu do governo holandês o exclusivismo do comércio com a América durante 24 anos.

Compartilhe!


O que acha? Adicione um comentário.
Este artigo sobre Princípios da política mercantilista, aborda alguns assuntos relacionados com História do Brasil, e foi atualizado em 2011-05-22
Compartilhar
Compartilhar