Cursos na rea de Nutrio
Home História do Brasil Origens do feudalismo na Europa dos reinos bárbaros

Origens do feudalismo na Europa dos reinos bárbaros

Europa dos reinos bArbaros 2014 google img   Origens do feudalismo na Europa dos reinos bárbaros

Devastada pelas contínuas invasões e lutas, a Europa Ocidental, a partir do século V, apresentava-se dividida numa série de reinos, com a perda da antiga unidade imperial romana. Continuou a desenvolver-se o processo de decadência econômica: o comércio declinou, a moeda lentamente desapareceu e as cidades esvaziaram-se. A reduzida produtividade agrícola e o declínio do comércio geraram unia tendência à auto-suficiência; as diversas regiões tendiam a produzir apenas para si.

Nos campos, a população tendia a agrupar-se em torno dos grandes senhores de terras buscando proteção, e a escravidão, extinta em grande parte nos momentos finais do Império Romano, foi progressivamente substituída pela servidão. O trabalhador escravo era instrumento de uso e de troca, isto é, trabalhava para o seu proprietário e, como mercadoria, podia ser vendido e trocado. O que mudou com a servidão? O servo era apenas instrumento de uso, não podendo ser trocado ou vendido. Ele e sua família apresentavam-se fixados a terra e deviam prestar, aos grandes senhores, inúmeros serviços obrigatórios, as chamadas corvéias. Recebiam uma parte da produção, mas eram obrigados ainda ao pagamento de inúmeros impostos.

A situação econômico-social dos camponeses servos constituiu a base para a organização do modo de produção feudal que se implantou definitivamente na Europa depois de novas invasões, ocorridas a partir do século VIII.

Árabes, normandos e magiares

Organizados social e politicamente pela religião islâmica, os árabes, a partir do século VII, conquistaram extensos territórios no Oriente, chegando até a índia e dominando o Oceano Indico e o Mar Vermelho com seus mercadores. Depois, expandiram-se para o Ocidente, conquistando o Oriente Médio, o Norte da África e a Península Ibérica. Tentaram conquistar a França, mas foram derrotados em 732 na Batalha de Poitiers. Dirigiram-se então ao Mediterrâneo que foi completamente dominado por eles, fechando-se para os europeus a mais importante via de comércio e navegação da época.

Enquanto os árabes atacavam o sul da Europa, a pirataria normanda devastava o litoral do Mar do Norte e do Mar Báltico, e os magiares com sua temível cavalaria assolavam a- Europa Central.

Essas invasões do século VIII consolidaram tendências econômico-sociais, existentes desde o século V, e resultaram na implantação definitiva do modo de produção feudal com sua economia de subsistência baseada no trabalho servil.

No plano da vida política, os séculos VIII e IX presenciaram o triunfo das tendências descentralizadoras que datavam da crise do Império. Durante a maior parte da Idade Média o poder do Estado foi fraco. Por toda parte a autoridade dos reis era diminuída, enquanto aumentava a dos grandes senhores feudais e a da Igreja

Só comente se você for inteligente!

Deixe um comentário